Este Blog pretende ser também um traço de união entre quem sente, interpreta e decide o Ambiente e a Qualidade de Vida.
Terça-feira, 04 de Junho de 2013

Em 2013, o tema “Pensar.Comer.Conservar” foi o escolhido pelo Programa das Nações Unidas para o Ambiente para celebrar o Dia Mundial do Ambiente (5 de Junho). Este tema convida à reflexão sobre a problemática do desperdício de comida e como esta pode passar a fazer parte das preocupações do nosso dia-a-dia.

 

Desde o produtor ao consumidor há 1 série de acções que podem ajudar a reduzir o desperdício. De acordo com a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), 1.3 biliões de toneladas de alimentos são desperdiçados anualmente, que equivalem à mesma quantidade produzida em toda a África subsariana. Sobre este tema, recomendamos a leitura de "Produzir e consumir de forma sustentável".

 

Directa ou indirectamente sobre este tema, um pouco por todo o país, várias iniciativas estão a ser promovidas durante esta semana, para celebrar o Dia Mundial do Ambiente.

 

Aproveite as nossas sugestões.

 Tem conhecimento de outros eventos que pretenda que sejam divulgados? Envie-nos um e-mail (seccao_ambiente@ps.pt) .

publicado por saqv_ps às 22:55

Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2013

Uma equipa internacional de peritos, liderada por um português, propõe uma lista de parâmetros indispensáveis à boa monitorização das alterações da diversidade da vida na Terra.

 

Na próxima semana, em Bona, Alemanha, no 1.º plenário da Plataforma Intergovernamental para a Biodiversidade e os Serviços dos Ecossistemas (IPBES), o português Henrique Miguel Pereira e colegas de vários países vão apresentar a lista das “variáveis essenciais da biodiversidade” para estudar a evolução da biodiversidade global e contrariar o seu declínio. Na revista Science, estes cientistas explicam como definiram as cerca de 30 variáveis.

 

Fonte: Público

publicado por saqv_ps às 10:30

Segunda-feira, 24 de Dezembro de 2012

 

Nesta época natalícia e de fim de ano, façamos um balanço dos anos passados, do que pretendemos levar para 2013: o trabalho em conjunto, a partilha e solidariedade.
 
Saibamos continuar a cooperar para um mundo melhor.
 
Os membros da Secção de Ambiente e Qualidade de Vida desejam-lhe Boas Festas.
publicado por saqv_ps às 09:03

Domingo, 30 de Setembro de 2012

Amanhã - 1 de Outubro, Marcos Perestrello (Presidente do PS FAUL) acompanhará o Secretário-Geral do Partido Socialista numa visita ao concelho de Vila Franca de Xira, contemplando as seguintes paragens:

-- 16h00h - Encontro no Mercado Municipal de Alverca --

16h15h - Visita às obras de regularização do rio Crós-Crós - Alverca

 

Contribuindo para a consciencialização ambiental, esta visita destaca as boas práticas ambientas de um concelho socialista. Contamos também com o seu contributo para melhores práticas ambientais.

publicado por saqv_ps às 12:55
tags:

Sexta-feira, 17 de Agosto de 2012

Consulte-as aqui.

publicado por saqv_ps às 18:44
tags:

Terça-feira, 26 de Junho de 2012

 

O Partido Socialista acusou nesta terça-feira o Governo de ter “uma atitude negligente” relativamente à gestão dos rios ibéricos, principalmente no que se refere ao Tejo, para o qual os espanhóis accionaram o regime de excepção devido à seca.

Na segunda-feira, o diário El País noticiou que Espanha terá declarado o estado de emergência devido à pior seca desde 1912, para poder reduzir o caudal do rio Tejo. O Governo português reagiu, ao final da tarde de ontem, garantindo que Espanha está a cumprir os valores definidos na Convenção de Albufeira para o Tejo.

No entanto, o deputado socialista Miguel Freitas considera que o Executivo “tem tido uma atitude negligente numa matéria tão importante como é a gestão das bacias hidrográficas comuns entre Portugal e Espanha”.

Miguel Freitas revelou à Lusa que a comissão interministerial responsável por fazer a ligação com os espanhóis, que agrupa membros nomeados pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros e o Ministério do Ambiente, “não se reúne há mais de um ano e as duas comissões de acompanhamento também não se reúnem há cerca de um ano”.

O deputado do PS denuncia que a última reunião feita entre Portugal e Espanha ao nível político e técnico nas comissões interministeriais “data de 11 de Setembro”, não se sabendo actualmente qual é a situação dos caudais dos rios comuns entre os dois países.

“Num ano particularmente sensível em que se previa que a seca seria a maior dos últimos 100 anos, como aliás é decretado em Espanha, o Governo “tem desvalorizado a seca em termos ibéricos”, observou.

O Partido Socialista pede a Pedro Passos Coelho para “rapidamente avançar com uma reunião de urgência da comissão interministerial e encontrar uma resposta técnica adequada para garantir os caudais mínimos e a qualidade da água nos rios que nascem em Espanha e desaguam em Portugal”.

Em Março, Espanha decretou o regime de excepção no rio Minho e no rio Douro e os socialistas criticam tanto o ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, como a ministra do Ambiente, Assunção Cristas, por não ter reagido logo e não ter “rapidamente accionado as comissões técnicas que dessem resposta a essa questão”.

Miguel Freitas alerta que com o rio Tejo “a situação é mais grave” porque, “para além do problema do caudal mínimo, existem problemas da qualidade da água nomeadamente de intrusão salina que pode vir a provocar problemas à agricultura do Baixo Tejo”.

O deputado do PS observou que “não pode haver duas versões sobre o mesmo assunto”, pois “parece haver uma discrepância em que é a posição espanhola e a posição portuguesa”.

Na segunda-feira, o Ministério do Ambiente informou que, até 24 de junho, Espanha enviou para Portugal 89% do caudal mínimo anual definido na Convenção de Albufeira, em relação à bacia hidrográfica do Tejo. Sublinhando que a Convenção “está a ser cumprida”, o Governo disse ainda que “até ao momento não recebeu nenhum pedido oficial por parte do governo espanhol no sentido da redução do caudal do rio Tejo”.

No entanto, numa nota escrita enviada ontem à Lusa, fonte do ministério do Meio Ambiente espanhol afirma que Portugal foi oficialmente notificado da declaração de excepção ao caudal anual a 23 de Abril, pelo presidente da delegação espanhola da Comissão para a Aplicação e Desenvolvimento da Convenção de Albufeira.

Além disso, Espanha já declarou por duas vezes desde o início do ano – em Março e a 18 de Junho – o regime de excepção no que toca ao cumprimento dos caudais trimestrais, que se aplica em caso precipitações semestrais abaixo dos 60%.

 

 

Fonte: Público

publicado por saqv_ps às 23:09
tags:

Sexta-feira, 01 de Junho de 2012

Numa altura em que se procuram oportunidades, tanto com a crise financeira como com o Rio 20+, o ambiente é parte da solução, como vem confirmar a estimativa da Organização Internacional do Trabalho (OIT), que afirma que a chamada “economia verde” pode gerar 15 a 60 milhões de novos empregos nos próximos 20 anos.

 

Esta análise levou em conta os postos de trabalho criados em vários sectores, como o das energias renováveis, da eficiência energética ou da reciclagem.

O estudo admite que, com a transição para a economia verde, alguns vão ter de mudar de emprego. Mas trata-se de um número “gerível” – nos países desenvolvidos, será de 1% da força de trabalho. “As preocupações sobre a perda de empregos na economia verde são, por isso, exagerados”, conclui o estudo, realizado no âmbito da Iniciativa Empregos Verdes, que envolve também outras agências da ONU.

A economia verde já está a dar sustento a milhões de pessoas: nos Estados Unidos, segundo o relatório, são já 3,1 milhões de trabalhadores (2,4%) a prestarem serviços ou produzirem bens na área do ambiente, enquanto no Brasil, são 2,9 milhões (6,6%); no sector das renováveis, trabalham, no mundo, cinco milhões de pessoas e na biodiversidade foram gerados quase 15 milhões de empregos directos e indirectos na Europa.

A economia verde, e como esta via pode ser a solução para pobreza no mundo, é o tema central da Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, que terá lugar no Rio de Janeiro, de 20 a 22 de Junho. A OIT dá exemplos desta ligação – como a utilização de práticas mais eficientes e com menor impacto por parte dos 400 milhões de pequenos agricultores nos países em desenvolvimento, ou a integração, na fileira da reciclagem, de milhões de “catadores” de lixo das grandes cidades. Ao benefício ambiental soma-se o aumento da produção e do rendimento.

A sustentabilidade ambiental não é assassina dos empregos, como normalmente se diz. Pelo contrário, se gerida adequadamente, pode levar a mais e melhores empregos, à redução da pobreza e à inclusão social”, afirma Juan Somavia, director-geral da OIT, citado num comunicado da organização.

 

Fonte: Público

publicado por saqv_ps às 12:40

Quinta-feira, 31 de Maio de 2012

 

Workshop "Wind Power and Biodiversity: Tools to measure, avoid and compensate impacts"

29 de Junho 2012

Lisboa

 

Programa, informações e inscrições aqui.

publicado por saqv_ps às 12:51

Sexta-feira, 20 de Abril de 2012

Neste dia, vale relembrar o desafio deixado aqui e reproduzido abaixo.     

 

 

 

Ao longo de cada ano, são vários os dias que celebram este ou aquele tema ambiental: a Água, a Floresta, a Conservação da Natureza,... O pretexto é o de sensibilizar os cidadãos para a importância desses temas para o nosso bem-estar, para a necessidade conjunta de políticos e cidadãos, para a melhoria da nossa qualidade de vida  

 

Dia 22 de Abril é o Dia da Terra. Do nosso Planeta. Este dia pode assim englobar todas as temáticas comemoradas ao longo do ano, constituindo uma excelente oportunidade para fomentar o início de projectos mais amplos nos domínios ambiental, com benefícios para todos.

 

Neste ano não encaremos o Dia da Terra como mais um dia em que se ouve o termo "ambiente" com maior frequência. Façamos mudanças significativas nos nossos hábitos e atitudes. Reflictamos: se algumas das acções nem são assim tão difíceis, se abunda a informação, porque é que ainda se não fazem sentir grandes diferenças? Porque é que ainda se deita o lixo para o chão? Porque é que as torneiras são deixadas a correr enquanto se escovam os dentes?

 

Os instrumentos são disponibilizados à distância de um clique.Falta a vontade de criar o hábito, falta lembrar que é necessário mudá-lo.

 

O Dia da Terra vem relembrar e ensinar tudo isso.

 

Desafio-o(a) a si a mudar um hábito seu a partir de hoje.

Várias sugestões podem ser encontradas numa busca do google, nomeadamente  jantar com a Terra. Se nenhuma destas ideias lhe satisfaz, seja criativo(a) e inove. As possibilidades são infinitas!

 

Fonte: www.confagri.pt/ambiente

publicado por saqv_ps às 08:54
tags:

Quinta-feira, 19 de Abril de 2012

Com a entrada em funcionamento da ETAR de Covões, nas proximidades de Seadouro, e das estações elevatórias de Montinho, Areia, Campanas, Marvão e Quinta da Ferreira, está garantido o funcionamento das redes de saneamento numa vasta zona a norte do Concelho de Cantanhede.

 

Fica assim disponível o serviço de drenagem e tratamento de águas residuais nas localidades de Camarneira, Carvalheira, Fonte Errada, Areia da Camarneira, Lontro, Quintas de Camarneira, Quinta do Cedro e Campanas (Freguesia de Camarneira), Covões, Cavadas, Monte Arcado, Porto de Covões, Labrengos, Seadouro, Quinta do Marco, Marvão e Quinta da Ferreira (Freguesia de Covões), e ainda Montinho (Freguesia da Pocariça).

 

Realizadas com recurso a empreitadas que decorreram durante cerca de dois anos, as obras incluíram a construção da ETAR e de sete estações elevatórias, bem como a instalação de aproximadamente 37Km de tubagens, um investimento de, aproximadamente 2,9 Milhões de €uros.

 

Grande parte desse investimento foi cofinanciado pelo Fundo de Coesão a 76,3%, ao abrigo do Programa Operacional Temático Valorização do Território, no âmbito do QREN, incluindo os custos de aquisição de terrenos, coordenação de segurança e outros encargos inerentes.

 

Entretanto, os proprietários dos prédios localizados nas áreas urbanas dos referidos lugares têm vindo a ser contactados no sentido de procederem à regularização dos mesmos através das obrigatórias ligações às redes públicas de água e esgotos, condição indispensável para a garantia da sustentabilidade dos sistemas de saneamento básico e da qualidade da água para consumo humano, bem como para a fiabilidade do tratamento dos efluentes e consequente proteção dos recursos hídricos.

 

Estas infraestruturas asseguram a salvaguarda da saúde pública, nomeadamente no que diz respeito à qualidade da água para consumo doméstico e ao adequado tratamento de Águas Residuais, permitindo eliminar os perigos associados ao consumo de água dos furos ou poços e ao problema das descargas de esgotos nos solos através das fossas.

 

Para a ligação das redes domésticas ao sistema de drenagem e tratamento de águas residuais, os munícipes residentes nas áreas abrangidas, devem solicitar a deslocação dos serviços técnicos da INOVA-EEM através do telefone indicado nos ofícios entretanto enviados (231 423 850/1 ou 231 410 830).

 

Fonte: http://www.inova-em.pt

publicado por saqv_ps às 20:36


mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Últ. comentários
pelo visto o plano do governo nao deu certo..
"Se as contas forem feitas de acordo com toda a ág...
Sinceramente estava mais que na altura... já a his...
Como é que é possível a média em Portugal ser de 1...
é isso ai, Alan, vc já expressou mto bem as palavr...
Parabéns á Sofia Guedes Vaz, pelo belo projeto des...
hf4YJU <a href=\"http://ukuhehkemvit.com/...
Está na hora do PS se ir embora
"As empresas de construção têm à sua disposição um...
Realmente, como é que jornalistas e quercus fazem ...
subscrever feeds