Este Blog pretende ser também um traço de união entre quem sente, interpreta e decide o Ambiente e a Qualidade de Vida.
Sexta-feira, 29 de Outubro de 2010

O projecto, que inclui um conjunto de 48 parques e está avaliado em 1,7 mil milhões de euros, envolve uma parceria entre a EDP Renováveis, a Finerge, a Generg, a TP (parceria entre a Sonae e a Endesa) e a alemã Enercom.

“Antecipámos alguns prazos e vamos conseguir chegar aos 500 megawatts (MW) no final do ano. [...] se mantivermos este ritmo, em 2012 temos tudo pronto, ou seja, um ano antes do acordado com o Governo”, disse Aníbal Fernandes, presidente executivo da Eólicas de Portugal (Eneop).

 

Assim, estão já instalados, em funcionamento e a vender energia à rede mais de 15 parques que produzem 400 MW, o que representa uma produção de 600 mil megawatt/hora (MEh) no último ano e meio. Com isto, a promotora facturou já 40 milhões de euros.

 

Em relação à parte industrial do concurso, foram também instaladas sete novas fábricas de aerogeradores (o que inclui a produção da torre, do gerador e das pás para as eólicas) e ampliadas outras 12. O investimento ascendeu aos 220 milhões de euros.

 

Este projecto inclui, para além da construção dos parques eólicos, a criação do maior cluster industrial do país. O concurso foi lançado pelo Governo em 2006.

publicado por saqv_ps às 09:20
tags:


mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15
16

17
19
20
22
23

24
27
28
30

31


Últ. comentários
pelo visto o plano do governo nao deu certo..
"Se as contas forem feitas de acordo com toda a ág...
Sinceramente estava mais que na altura... já a his...
Como é que é possível a média em Portugal ser de 1...
é isso ai, Alan, vc já expressou mto bem as palavr...
Parabéns á Sofia Guedes Vaz, pelo belo projeto des...
hf4YJU <a href=\"http://ukuhehkemvit.com/...
Está na hora do PS se ir embora
"As empresas de construção têm à sua disposição um...
Realmente, como é que jornalistas e quercus fazem ...