Este Blog pretende ser também um traço de união entre quem sente, interpreta e decide o Ambiente e a Qualidade de Vida.
Segunda-feira, 28 de Julho de 2008

Ecotur.JPGO presidente do Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade (ICNB), Tito Rosa, defendeu que o ecoturismo é “fundamental” para a sustentabilidade económica das áreas protegidas, envolvendo as comunidades locais e promotores.

“A vida e a economia” das áreas protegidas deve ser desenvolvida “não pelo Instituto, mas pelas pessoas que lá vivem e pelas empresas que ali podem actuar”, comentou Tito Rosa, no Seminário Internacional "O Ecoturismo na Conservação da Natureza", no âmbito da 3ª Feira Nacional de Parques Naturais e Ambiente, que decorreu em Olhão até domingo.

O ICNB quer estabelecer parcerias com entidades que "promovam o investimento e a conservação das áreas protegidas, porque o investimento público não pode fazer tudo".

Para Tito Rosa, não é necessário um "grande investimento", do tipo "resort turístico", sublinhando que "o grande investimento é o somatório dos pequenos investimentos que se coadunam com estas áreas".

O Governo está a trabalhar "em força" na criação, ainda este ano, de "instrumentos legislativos" sobre turismo da Natureza que, explicou, irão permitir "estabilizar os conceitos" e definir "requisitos mínimos para que determinados investimentos ou empresas possam reivindicar que são ecoturismo".

Ecoturismo com perspectivas de crescimento superiores ao mercado convencional

O turismo de Natureza tem sido crescentemente procurado pelos visitantes, que são, sublinhou, "cada vez mais exigentes", e os próprios operadores têm hoje "uma perspectiva de diferenciação" com o ecoturismo.

Durante o encontro, foi assinada a "Declaração de Olhão sobre Turismo de Natureza", que reconhece que o ecoturismo, actualmente praticado a nível mundial por cinco por cento dos viajantes, apresenta perspectivas de crescimento superiores ao mercado turístico convencional (cerca de 20 por cento).

"O turismo de Natureza deve continuar a promover formas de turismo que estimulem a viagem responsável nas áreas protegidas, a protecção do Ambiente e da biodiversidade e a promoção do bem-estar das comunidades locais", refere a Declaração, subscrita pelo ICNB, pelo Instituto de Turismo de Portugal e pela Câmara de Olhão.

Ecotur1.JPGNo entanto, ainda há um longo caminho a percorrer para ultrapassar uma série de dificuldades, como a fragilidade das estruturas económicas dos projectos e no acesso ao mercado ou o uso "abusivo" do conceito.

"O turismo de Natureza no Algarve encontra-se ainda marcadamente subaproveitado, em especial nas áreas protegidas e nas zonas interiores, pelo que uma abordagem inovadora deve incluir a mobilização activa e socialmente justa das comunidades locais", aponta a Declaração.

Olhão defende áreas protegidas como factor de valorização

O documento aponta ainda algumas recomendações: reconhecer o "importante papel" que o ecoturismo pode ter no desenvolvimento sustentável do Algarve; maximizar as boas práticas de gestão do turismo de Natureza na região na conservação dos valores naturais e culturais; apoiar a viabilização económica e a boa gestão das empresas algarvias deste sector através de planos de marketing, educação e formação.

Exemplos de acções recomendadas são a simplificação da burocracia, o combate ao impacte do turismo nas alterações climáticas, a criação de mecanismos de certificação e linhas de financiamento, o apoio a programas de investigação e monitorização da costa algarvia, entre outros.

"É importante criar condições para que os turistas encontrem melhor qualidade e melhor Ambiente, usufruindo das condições naturais", sublinhou o presidente da Câmara de Olhão, Francisco Leal, para quem "as áreas protegidas têm necessariamente de ser um factor de valorização e não um entrave ao desenvolvimento económico".

Sobre a Declaração assinada, o autarca defendeu a necessidade de "transformar as recomendações em acções concretas, conduzindo a mudanças positivas".
publicado por saqv_ps às 08:52

Boas caros Camaradas:

Estando cada vez mais à porta um ciclo de eleições muito importantes para todos nós, seria óptimo podermos criar "laços" entre os blogs e páginas na net de âmbito socialista. Por isso vamos criar links entre todos, para assim conseguirmos criar uma "rede" que facilite a passagem das nossas mensagens e troca de ideias.

Deixo aqui o e-mail e claro o endereço do nosso blog e página na net. Passem a mensagem a outros blogs que conheçam.

psmdl@sapo.pt http://psmirandela.blogs.sapo.pt www.psmirandela.ps.pt
Obrigado! Saudações Socialistas
PSMIRANDELA a 29 de Julho de 2008 às 00:31



mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
14
15
17
18
19

20
22
23
24
25
26

27
29
30
31


Últ. comentários
pelo visto o plano do governo nao deu certo..
"Se as contas forem feitas de acordo com toda a ág...
Sinceramente estava mais que na altura... já a his...
Como é que é possível a média em Portugal ser de 1...
é isso ai, Alan, vc já expressou mto bem as palavr...
Parabéns á Sofia Guedes Vaz, pelo belo projeto des...
hf4YJU <a href=\"http://ukuhehkemvit.com/...
Está na hora do PS se ir embora
"As empresas de construção têm à sua disposição um...
Realmente, como é que jornalistas e quercus fazem ...