Este Blog pretende ser também um traço de união entre quem sente, interpreta e decide o Ambiente e a Qualidade de Vida.
Terça-feira, 14 de Julho de 2009

As salinas do Samouco têm um novo modelo de gestão, apresentado hoje em Alcochete pelo ministro do Ambiente e publicado em Diário da República a 10 de Fevereiro deste ano.

 

Firmino Sá, o novo presidente da Fundação, anunciou a retoma da produção de sal e a aposta na organização de visitas e na investigação. A aposta vai também para a criação de um centro de interpretação ambiental e interacção com a Câmara de Alcochete em diversas iniciativas. 

O ministro sublinhou a "situação precária" em que estava a Fundação. A estrutura não tinha “verbas para manter o seu regular funcionamento e suportar as despesas correntes, incluindo o pagamento do salário dos trabalhadores”, lembrou.

O novo modelo foi desenvolvido em articulação com o Ministério das Obras Públicas, com a Lusoponte e a Câmara Municipal de Alcochete. 

O governante destacou a entrada da Câmara Municipal de Alcochete como instituidor da Fundação e o financiamento, em tranches, feito pela empresa Lusoponte, em articulação com o Estado, através das Estradas de Portugal.

Firmino Sá destacou a importância da alteração do modelo de financiamento, que é "muito mais estável e de média e longa duração". "Hoje temos um modelo financeiro, não temos muito dinheiro, mas temos o dinheiro que propusemos ao Estado que seria o suficiente para manter a Fundação em funcionamento e vamo-nos preocupar em criar com esse dinheiro algum valor para que a Fundação possa fazer mais do que previmos inicialmente", declarou.

O novo modelo contempla igualmente a criação de um conselho consultivo aberto, que "irá possibilitar a participação da sociedade civil na Fundação para a Protecção de Gestão Ambiental das Salinas do Samouco".

"A concretização das alterações introduzidas permitirá retomar o normal funcionamento do projecto de conservação do complexo das Salinas do Samouco, essencial na gestão da Zona de Protecção Especial do estuário do Tejo", sublinhou Nunes Correia, acrescentando que, em Março, a Comissão Europeia arquivou a queixa contra o Estado português relativa ao compromisso de assegurar a gestão das Salina do Samouco.

Fonte: Público

publicado por saqv_ps às 18:38


mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
16
17
18

19
21
22
23
24
25

26
29
30


Últ. comentários
pelo visto o plano do governo nao deu certo..
"Se as contas forem feitas de acordo com toda a ág...
Sinceramente estava mais que na altura... já a his...
Como é que é possível a média em Portugal ser de 1...
é isso ai, Alan, vc já expressou mto bem as palavr...
Parabéns á Sofia Guedes Vaz, pelo belo projeto des...
hf4YJU <a href=\"http://ukuhehkemvit.com/...
Está na hora do PS se ir embora
"As empresas de construção têm à sua disposição um...
Realmente, como é que jornalistas e quercus fazem ...